Grade curricular

por Portal ILEEL
Publicado: 24/11/2017 - 17:00
Última modificação: 17/01/2020 - 10:55

O fluxo curricular do curso de Letras: Português e Literaturas de Língua Portuguesa mescla componentes curriculares dos núcleos de formação específica e de formação pedagógica; além disso, disponibiliza, ao longo de todo o curso, vários componentes integralizadores. São diversas as disciplinas cuja concepção já traz em seu cerne a preocupação em articular a formação teórico-crítica e a prática docente reflexiva e autoavaliativa, de modo a preparar um professor/pesquisador reflexivo, consciente da necessidade da formação continuada.

A proposta do Curso segue uma lógica pensada a partir da experiência dos docentes com o perfil comumente exibido pelo aluno do curso, entretanto, a grade curricular não se encontra engessada, apresenta poucos pré-requisitos, sendo possível percorrê-la de vários modos. Os espaços para optativas, em que serão ofertados conteúdos dos três núcleos do curso, são também pontos importantes do currículo em que se observa a possibilidade de escolhas focadas nas distintas áreas do campo das Letras, sendo compatível com a flexibilidade e multiplicidade de formação que caracteriza o egresso. Com a finalidade de dar uma visão global da distribuição dos componentes curriculares pelo curso, a grade curricular mostra o fluxo destes componentes por períodos, acompanhados de cargas horárias, pré-requisitos, bem como da Unidade Acadêmica ofertante.

 

A Resolução CNE 02/2015 determina, em seu Artigo 13, que seja obedecida a seguinte distribuição de carga horária nos cursos de licenciatura:

§ 1º Os cursos de que trata o caput terão, no mínimo, 3.200 (três mil e duzentas) horas de efetivo trabalho acadêmico, em cursos com duração de, no mínimo, 8 (oito) semestres ou 4 (quatro) anos, compreendendo:

 I - 400 (quatrocentas) horas de prática como componente curricular, distribuídas ao longo do processo formativo;

II - 400 (quatrocentas) horas dedicadas ao estágio supervisionado, na área de formação e atuação na educação básica, contemplando também outras áreas específicas, se for o caso, conforme o projeto de curso da instituição;

III - pelo menos 2.200 (duas mil e duzentas) horas dedicadas às atividades formativas estruturadas pelos núcleos definidos nos incisos I e II do artigo 12 desta Resolução, conforme o projeto de curso da instituição;

IV - 200 (duzentas) horas de atividades teórico-práticas de aprofundamento em áreas específicas de interesse dos estudantes, conforme núcleo definido no inciso III do artigo 12 desta Resolução, por meio da iniciação científica, da iniciação à docência, da extensão e da monitoria, entre outras, consoante o projeto de curso da instituição.

A carga horária total do curso de Letras: Português e Literaturas de Língua Portuguesa é de 3.320 horas, ultrapassando o mínimo de 3.200 horas requeridas. O quadro a seguir, exibe a carga horária total distribuída segundo a natureza de seus componentes curriculares, sendo possível observar que o mínimo de 400 horas de práticas específicas é atendido na forma do PROINTER - em conformidade com o Projeto Institucional de Formação dos Profissionais da Educação da UFU – atingindo um total de 420 horas. Também se observa que a carga horária de estágios supervisionados atinge o total de 420 horas, cumprindo a legislação (que requer o mínimo de 400 horas).

Apresentação da estrutura curricular por natureza do componente curricular.

Grau: Licenciatura em Letras: Português e Literaturas de Língua Portuguesa

C.H. total

Percentual

Componentes curriculares obrigatórios

1980

59,6

Componentes curriculares optativos

180

5,4

Estágios Supervisionados

420

12,7

Práticas Específicas (PROINTER)

420

12,7

Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

120

3,6

Atividades Acadêmicas Complementares

200

6,0

TOTAL

3320

100,0

 

Ainda de acordo com a Resolução CNE 02/2015, em seu artigo 12, esta carga total deve estar ordenada numa estrutura curricular composta por três núcleos: “I - núcleo de estudos de formação geral, das áreas específicas e interdisciplinares, e do campo educacional”, “II - núcleo de aprofundamento e diversificação de estudos das áreas de atuação profissional, incluindo os conteúdos específicos e pedagógicos” e “III - núcleo de estudos integradores para enriquecimento curricular.”

Tópicos: